1649

Prefeitura Municipal de Guaratinga

Pular para o conteúdo

Saúde de Guaratinga lança campanha de combate à malária após surto no extremo sul da Bahia

Fonte: ASCOM - Prefeitura de Guaratinga
13/07/2021 às 12h10

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


O Extremo Sul da Bahia registrou 42 casos de malária nas duas primeiras semanas do mês de julho de 2021, conforme divulgado pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). A suspeita é que o surto na região tenha começado em Itabela após a visita de um homem oriundo de Manaus, capital do estado do Amazonas, infectado pela doença. Diante do alerta, a Secretaria Municipal de Saúde de Guaratinga lançou na última sexta-feira (09) a campanha de combate à malária que busca fortalecer e aumentar o combate contra essa doença que tem amedrontado a região. De acordo com a coordenadora de endemias de Guaratinga, Marina Andrade, a campanha tem o foco educativo, haja vista que o município ainda não tem casos confirmados da doença. “Foram convocados todos os agentes de endemias para estar passando à população informações sobre a malária, que não é comum na nossa região. Ainda não registramos nenhum caso até o momento, mas por estarmos próximos à onde começou o surto na região, decidimos começar uma campanha de combate à doença”, disse Marina. As primeiras ações da campanha aconteceram nos povoados de Buranhém, São João do Sul, Monte Alegre e na comunidade da Escadinha com distribuição de panfletos e a orientações sobre a malária nos comércios e residências. A programação continuará nos próximos dias em Barra Nova, Cajuíta e na Sede. A malária é potencialmente grave e costuma ser transmitida ao ser humano pela picada de mosquitos infectados pelo parasita. A doença também pode ser transmitida por compartilhamento de seringas, transfusão de sangue e até de mãe para feto, na gravidez. Entre os sintomas estão febre alta, calafrios, tremores, sudorese e dor de cabeça. Se sentir um ou mais sintomas procure o hospital ou o posto de saúde mais próximo. Medidas simples como usar repelentes, calças e camisas de mangas longas, colocar telas nas portas e janelas, usar mosquiteiros e cortinados e principalmente evitar o acúmulo de água parada para impedir a proliferação do mosquito ajudam na prevenção à malária.